25/04/2018

A magia do Spin Sósia ou: "O atalho e o vento"







Acabei de criar ou reconfigurar as seguintes páginas

*reconfigurar

Ao fazer uma busca por Spin Babidu

....... se nos apresentou o
Spin Sósia

Na noite de segunda feira assistir a um filme cujo titulo no momento não me recordo
Gostei do filme
Era um filme de arquivo sic observação
Se bem que eu gostaria de entender o que é filme de observação e filme de arquivo: por isso fui lá: não com a pretensão de ser spin cineasta e sim para ficar sabendo o que é um spin cineasta, da mesma forma que estou tendo aulas de narrativa com as emoções, com a spin escritora Márcia Denser, e não o faço com a intenção de ser escritor e sim de ficar sabendo o que é um escritor

Dito isso,, passo para a segunda parte

No dia seguinte após assistir ao referido filme, durante o dia me deparei com sósias de todos os personagens do filme

A noite comentei com o spin cineasta, sobre o evento sincrônico

Post em construção, no momento tenho que sair, continuidade noutro momento

Como o Spin Imperialista agiu para destruir um grande pais









Os videos acima são de antes do golpe de Estado de 2016, note o acerto do Estado brasileiro naquele momento, o que colocou em estado de alerta o Império...


Olha a morte disfarçada de amiga, viu Zé Carioca....bobinho
!!!!!
Fato: enquanto brasileiros se digladiam entre si, os vitoriosos desta guerra híbrida abocanham trilhões e trilhões de reais

Absortos, nem percebemos que o Estado brasileiro está sendo destruído
E que a guerra entre brasileiros é uma ilusão, pois a verdadeira guerra, desde a "primavera" de 2013, tem sido entre países estrangeiros na defesa de seus próprios interesses contra um pais que tinha como certo um futuro luminoso para o povo brasileiro mas, NÃO MAIS...

Não mais um futuro luminoso, isso porque com o golpe de Estado, começou o projeto de Brasil pais escravo, colonialista, fornecedor de matérias primas, etc...

Evidente que o imperialismo não se restringe a relação entre os países.

Muito mais que isso, o imperialismo, a sobreposição de um sobre o outro, se dá no cotidiano, na sua relação com o outro: e no trato consigo mesmo...

Até que ponto você é uma colônia de si
Colônia ou escravo
(   ) narcismo....será que existe a página do Spin Narciso...olhei agora, não existe: e nem vou criá-la...

Na verdade não posso criar novas páginas, isso porque o Blogger vem me chamando a atenção assim: você não pode criar novas páginas
Você já tem muitas páginas!
Eis ai uma forma de imperialismo
Ah, e mais, fica me propondo pagar para ter uma URL minha, o que quer dizer que, a qualquer momento, caso eu não pague, a minha obra será destruida

Sim, sobre o spin espelho....talvez eu possa usar a página dele para uma das variantes disso: o narciso....

Aliás, nem todas as páginas posso criar, como por exemplo a do Spin Amigo: tratarei deste tema na página do Spin Aliado, o que não é o caso do Spin Imperialista e, nem sempre, inclusive, do Spin Amigo, de forma que é preferível o aliado ao amigo...

Imagem relacionada

Sobre a dominação do Spin Imperialista: olha a morte disfarçada de amiga

Amigo ou aliado ou imperialista...me lembrei de quando o Império, de olho no butim, veio com politicas de boa vizinhança: Zé Carioca que o diga....

Carta ao

24/04/2018

O spin retardado trocou os pés pelas mãos; mas estava certo

Em tempo: o spin, em alta velocidade, havia criado uma infinidade de posts sobre a confusão quanto ao dia de Ogum: foi ontem sem ter sido porque era hoje terça dia de Ogum: mas foi ontem mesmo...e não hoje....

Alto lá...foi ontem o dia de Ogum

;;;...Ogum ou São Jorge..tanto faz.......e não hoje...

Ontem conheceu um psicólogo com o qual gostaria de consultar-se com ele
Nome: Marcos Pimentel
Além de spin psicólogo, spin cineasta
Ao final da palestra, pegou o email de contato
Marcospimentel77@yahoo.com.br

Mas hoje é terça-feira, dia de Ogum

Ogum ou São Jorge,...tanto faz

Hoje o spin ficará aqui

Na pa´gina do Spin Ogum

http://spinogum.blogspot.com.br/

Ontem foi dia de Ogum, dia da restauração da verdade

Que que isso mano....o spin retardado estava certo....as vezes ele faz uma confusão tremenda mas termina achando o caminho...veja só, ao contrário do que ele relatou no post anterior, o dia de Ogum foi ontem,,,e não hoje....é que ele falta um parafuso e vê uma coisa no lugar da outra....deixe-me ver se explico...melhor demonstrar...



Você viu
????????????
O triplex não era do Lula....e muito menos existiu a reforma....
Vagabundo esse mouro moro ....mouro ou cristão, tanto faz....sendo imbei=cil, tudo é a mesma coisa...pode ser cristão ou islamico ou os raios que o parta
Que poder do mais dos decrépitos o Judiciário
Que magistrados dos mais fascistas...

Voltando ao assunto....

23/04/2018

Spin restaurando

Iniciou-se hoje um trabalho hercúleo para o spin: a restauração de suas leis de si outro

A sua tradução tradição estava imersa: em forma de vergonha quando óbvia

Será trazida à tona

No momento aqui

Na página do Spin Espelho

https://spinespelho.blogspot.com.br/

Atualização - 24/4

Não sei porque me veio agora, a ideia de criar uma página para o Spin Retardado....rssss

Como seria esse personagem....a página teria como objetivo entendê-lo, ver no que ele é atrasado....hoje é dia de Ogum ou São Jorge: hoje que deveria ser o ponto zero da restauração e não ontem.....

Acabei de atualizar a página do Spin Sincronário

http://spinsincronario.blogspot.com.br/







Diários de Classe, no IV Festival Fronteira, de cinema, em Goiânia

Nesta noite sonhei olhei fui um spin turista: serras, caminhos, paisagens
E um emaranhado de páginas blogs sites
E uma página se chama PENSO

Ao acordar, reconfigurei uma das 116 páginas do spin verbo para penso
Notei que a foto de perfil do spin verbo está desfocada (clique aqui): talvez o excesso de velocidade tenha tornado informe a forma

Ontem encerrou-se a IV Semana da Amizade Sem Fronteira

Às vezes vejo as coisas de uma forma diferente daquilo que são ou está escrito: sei lá porque desde quando vi anunciado o IV Festival Fronteira, li como sendo IV Festival Sem Fronteira

Talvez seja um condicionamento ou lembranças do passado presentes: a amizade

Foi o que vi no festival: pessoas de vários países conversando

Ontem, tarde de domingo, assisti ao último filme: Diários de Classe

Pelo título e pela sinopse, pensei que fosse um filme dirigido a professores

Muito mais que isso, trata-se de uma interessante e bela abordagem sobre a nossa sociedade dividida em classes, representada por 3 categorias maltratadas no dia a dia: empregadas domésticas, presidiárias e trans

Geralmente pessoas pretas.

Autor: José Carlos Lima

Post relacionado:

Diários de Classe, por Amanda Aouad,
Diários de Classe - documentario

Uma mulher trans, uma empregada doméstica e uma presidiária. Três mulheres, três realidades que se aproximam pela dificuldade de inclusão na sociedade e busca da sala de aula como forma de melhorar de vida. 

documentário Diários de Classe mergulha nesses três universos para discutir a educação no país e a falta de oportunidade para pessoas de periferia, negras e de baixa renda. Discute a herança escravocrata nas relações dos trabalhos domésticos, a arbitrariedade da justiça e o preconceito com transsexuais, utilizando o micro para falar do macro de uma maneira franca e direta.

Cineastas de todo o Brasil protestam contra a demolição da Democracia pelos golpistas de 2016


0
A Democracia corrompida
Sim, vivemos no país da corrupção. Pois, corrompidas estão a nossa sociedade e o seu sentimento de solidariedade, nossa tolerância com as diferenças e a esperança de nos tornarmos uma nação mais justa e de oportunidades iguais para todos.
Corrompido está o Estado Brasileiro, quando as instituições e as leis republicanas são relegadas, dando lugar a decisões arbitrárias na luta selvagem pelo poder e manutenção de privilégios.
Corrupção é a usurpação não somente de bens materiais, mas também do patrimônio imaterial e dos direitos consagrados na Constituição Cidadã de 1988.
Em nossa democracia corrompida, reina a barbárie por meio da violência física e simbólica contra negros, índios, mulheres, LGBTs, idosos e crianças, notadamente, os mais pobres.
Em nossa democracia corrompida, políticos e empresários corruptos parecem desejar a volta do trabalho escravo e latifundiários expulsam camponeses, chacinam índios e lideranças dos movimentos sociais.

Em nossa democracia corrompida, as mineradoras impunes arruínam rios e cidades enquanto setores do agronegócio avançam sobre as nossas florestas, envenenando a terra e a água com agrotóxicos condenados e causadores de doenças fatais.
Em nossa democracia corrompida, o combate contra a corrupção empreendido pela Lava-Jato se transformou em instrumento de ação política para penalizar alguns em detrimento de outros. Hoje é patente que o julgamento e a prisão açodada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se tornou o objetivo primeiro dessa operação que visa retirar do pleito presidencial o candidato preferido nas pesquisas de opinião.
O processo que o condenou é tido por muitos juristas nacionais e internacionais como uma farsa e representa um grave perigo de ruptura da legalidade. O Poder Judiciário hoje julga, prende e liberta de forma seletiva e partidária, dramatiza as suas ações na mídia e ignora a Constituição, ao judicializar a política fazendo desta um caso de polícia.
Hoje reina a confusão entre os poderes da República, fragilizando a democracia brasileira que se submete a pressões de todos os tipos, inclusive de militares e setores autoritários que ameaçam as eleições presidenciais.
Como trabalhadores da cultura não podemos enxergar o cinema desligado da vida e da consciência, nem nos interessa uma estética sem ética. Para nós, o cinema deve ser, sobretudo, uma celebração da liberdade e da vida, sem preconceitos e sem ódios. O cinema é a linguagem de transformação das pessoas através do exercício do lúdico, da criatividade, da emoção e do pensamento.
Como cidadãos e profissionais da área artística e cultural, queremos liberdade, justiça e cidadania plenas e nos colocamos contra a barbárie que no Brasil se instalou, como em um filme de horror.
POR ISSO, CONCLAMAMOS A TODOS QUE SE UNAM EM DEFESA DAS LIBERDADES DEMOCRÁTICAS E DA CARTA MAGNA DE 1988.
Assinam:


Lula, o martírio de um cidadão impedido de provar sua inocência

"Eu não quis fugir porque quem é inocente não corre", diz Lula em vídeo inédito

A assessoria do ex-presidente Lula divulgou neste domingo (22) um vídeo inédito gravado no dia 7 de abril, durante a resistência no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Na mensagem, Lula afirma que tomou a decisão de não fugir para outro País, mas se apresentar à Polícia Federal para cumprir pena em um processo injusto, porque ele não tem medo. "Eu não quis fugir porque quem é inocente não corre. Eu quero provar minha inocência."

O ex-presidente ainda disse: "Eu vou para Curitiba saber o que o senhor Moro quer, o que o senhor Dallagnol quer. Saber se eles estão dispostos a debater publicamente com isso. (...) Eles sabem que é uma mentira o processo."

Lula terminou o vídeo afirmando que estava com a "consciência tranquila, dos inocentes".
Assista a íntegra do depoimento, gravado por Ricardo Stuckert. 


https://jornalggn.com.br/noticia/eu-nao-quis-fugir-porque-quem-e-inocente-nao-corre-diz-lula-em-video-inedito



Meu comentário




Amigo, a depender dessa classe dominante escravista, colonial, perversa e sovina, a você jamais será dado o direito de provar sua inocência: és culpado desde quando nascestes...e será assim até sua morte que, no momento, cavam....


Forças poderosas latiram feito uma raivosa e predadora matilha sobre ti....e pensar que, bastou a ação de um delegado de policia e uma TV Globo, para que uma familia inteira fosse destruida, estou me referindo ao caso Escola Base, erro midiático-judicial, e olha lá, que neste caso os interesses envolvidos eram de menor monta: apenas exposição na midia, enquanto que em relação a você, os abutres estão em busca do tesouro, são trilhões de reais em petróleo, gás, água, indústria da defesa: e tudo mais que possa gerar grana para as oligarquias nacionais internacionais....

Entendo que, até o último momento da sua vida, se entendemos vida como liberdade, acreditastes nas Instituições, na Justiça deste pais...entendo que apostastes na independência deste pais que caminhava para ser forte, republicano, soberano.....um pais que de 20a economia do planeta, elevastes a 5a. potência...um pais cuja classe dominante não estava à altura da sua visão de mundo: a visão deles é o próprio umbigo e, por isso, perdestes a liberdade, e tentam lhes tirar o que, segundo o Direito que usurparam, é o bem maior a ser preservado: a vida....e isso só teremos no dia em que a Senzala fizer uma cosia que nunca fez neste pais: rebelar-se...

Inacreditável como poderosas forças tenham conspirado para tirar tua vida, tua liberdade através de grosseira fraude processual....incrível como MPF, PF, midia, juizes e etc se ajuntaram feito uma matilha para fraudar provas, para negar perícias que provassem sua inocência: como queres agora, atrás das grades, com todos os seus bens arrancados para que não possas se defender

??????

Nos EUA, que se deram muito bem com este golpe, a realidade é outra: lá poderias se defender sim, mas não estas lá e sim numa colônia americana, ex-pais que, graças a ti, era um pais....

Nos EUA, promotor ou juiz que dificultar a defesa do réu, que ocultar provas da sua inocência, tá ferrado...isso é lá: estamos num pais chamado República do Moro, não do Aldo, mas do Sérgio...


Posts relacionados ao tema


Mais uma vez a questão da ética do MP nos EUA,  por Rômulo de Andrade Moreira

Recentemente, o Tribunal Superior do Estado de Washington, nos Estados Unidos, anulou a condenação de Odies Walker à prisão perpétua, por assalto à mão armada, roubo, homicídio e formação de quadrilha, porque o promotor escreveu “legendas ou textos superpostos agressivos” em slides que apresentou aos jurados em suas alegações finais. De acordo com a decisão, a apresentação do promotor equivaleu a uma “má conduta egrégia”, que “violou os direitos do réu a um julgamento justo”.


Para os Ministros da corte, “advogados e promotores podem e devem usar recursos de multimídia para sintetizar e destacar fatos e provas relevantes aos jurados e até mesmo para fazer inferências razoáveis a partir do material apresentado”. Porém, “não podem alterar as provas, que haviam sido admitidas pelo tribunal, para expressar opiniões pessoais sobre a culpa do réu, de forma depreciativa”.

Na verdade, as legendas e textos superpostos a imagens apresentados pelo promotor se assemelharam a uma espécie de campanha pela condenação do réu. Por exemplo, em mais de 100 slides, dos 250 que o promotor apresentou ao júri em suas alegações finais, foi incluída a legenda ou texto superposto: “O réu Walker é culpado de homicídio premeditado”. Em um slide foi superposta a legenda, com letras vermelhas em negrito, sobre a foto de Walker tirada na delegacia: “Culpado além da dúvida razoável”. Em dois slides, a legenda foi: “Réu Walker culpado de assalto de primeiro grau”. Em três outros: “Réu Walker culpado de solicitação para cometer roubo”. Em outro slide, em que as fotos de Walker e da vítima foram colocadas lado a lado, a legenda diz: “Dinheiro é mais importante que a vida humana”. Também com as duas fotos lado a lado, uma outra legenda diz: “Nós iremos vencer isso”.

Para sustentar a tese da acusação de que o crime foi cometido por motivo fútil, o promotor apresentou um slide com uma foto, obtida pela polícia, que mostrava Walker com a namorada e o filho em um restaurante, no mesmo dia do assalto, supostamente comemorando o roubo. Antes ele havia passado pelo Walmart, onde o assalto aconteceu mais cedo, para comprar videogames e dois cofres. A legenda diz: “Culpado, como cúmplice, pelo assassinato, ostentou [com os ganhos do roubo] em coisas frívolas [em referência aos videogames e à lagosta pedida no jantar, que teria custado quase US$ 200 dólares]. Nesse mesmo jantar, Walker, que é negro, teria dito ao filho da namorada (o que se tornou um slide sobre a mesma foto) sobre a morte da vítima, que era branca: “É assim que você mata e rouba negros [mas usando um termo “nigers”, considerado racista]; da próxima vez será mais dinheiro”. Os ministros da corte consideraram que esse slide teve o propósito de ser “racialmente agressivo”.

A decisão ressalta que o promotor exagerou em seu esforço para condenar o réu, o que era desnecessário porque dispunha de elementos suficientes para fazê-lo, sem recorrer a tais legendas e textos superpostos. Na verdade, a namorada de Walker fez um acordo de delação premiada com a Promotoria e toda a história do assalto foi contada em detalhes. Ela trabalhava para o Walmart e informou Walker sobre o horário exato que o carro forte iria buscar a arrecadação do dia e o valor da arrecadação, bem como tudo o que foi planejado e executado. Walker não atirou no motorista do carro forte, porém teve participação ativa no planejamento e, segundo os autos, ele teria dado a ordem de atirar na vítima, quando acompanhava a operação, por celular, de dentro de um dos carros usados no crime, à espera no estacionamento da empresa. Como não foi a primeira vez que promotores “contaminaram” slides com legendas e textos “agressivos” superpostos, o tribunal superior fez advertências aos promotores, advogados e juízes que atuam em tribunais inferiores, com o objetivo de evitar anulação de sentenças e, consequentemente, provocar um novo julgamento, com altos custos para o sistema judiciário.

Aos promotores, os ministros escreveram: “A obrigação do promotor é buscar a justiça, não meramente condenações. O promotor exerce um papel duplo. Ele deve fazer cumprir a lei, processando aqueles que violam a paz e a dignidade do estado por violar a lei. Ao mesmo tempo, o promotor funciona como um representante do povo, com uma capacidade ‘quasi judicial’, na busca pela justiça. Se o promotor não exerce um ou outro desses papéis, ao tentar uma condenação com base em procedimentos que violam o direito do réu a um julgamento justo, tal condenação mina, de fato, a integridade de todo o sistema de justiça criminal”. Aos juízes, os ministros recomendaram: “Recursos audiovisuais podem e devem ser usados para ajudar os jurados a entender os fatos e provas. No entanto, o juiz deve evitar que esses recursos sejam usados mais por seu valor de choque do que para informar os jurados. Em vista da séria necessidade de coibir abusos nas apresentações visuais, encorajamos os juízes de primeiro grau a intervir e dar uma olhada nesses slides antes que sejam apresentados aos jurados. A apresentação de uma cópia impressa dos slides do Power Point ao juiz, com antecipação, não chega a ser uma dificuldade e pode impedir que a sentença seja anulada e que seja determinado um novo julgamento”.

Basquiat, spin pintor, em exposição no CCBB, no DF




Saiba mais


https://spinanunciante.blogspot.com.br/2018/04/basquiat-no-ccbb-df.html


Isso também

Na página do Spin Anunciante


Ex África, grande exposição em SP, com participação de Dalton Paula


https://spinanunciante.blogspot.com.br/2018/04/ex-africa-exposicao-em-sp.html