23/06/2017

Folha de São Paulo comanda a Operação Condor Versão 2017

Marcos Vieira disse:

Dominação da Consciência

(1)
As ligações da mídia e da Lava Jato com o Departamento de Estado dos USA parecem ser maiores do que os acadêmicos afirmaram.
(2)
Na Netflix tem um filme chamado La Dictadura Perfecta.
Qualquer semelhança com as Organizações Globo é mera coincidência.


Jornal brasileiro ajuda EUA a repercutir a Lava Jato na África e América Latina

Foto: Reprodução
Jornal GGN - O jornal Folha de S. Paulo se uniu a vários veículos da América Latina e África para repercutir os casos de corrupção descobertos pela Lava Jato, envolvendo principalmente Odebrecht e BNDES, em 12 países. Anunciado no blog Novo Em Folha nesta quinta (22), o projeto "Investiga Lava Jato" é inspirado e sustentado por investigações do Departamento de Justiça dos Estados Unidos sobre as obras onde a empreiteira admite ter feito pagamento de propina.

22/06/2017

Não se prende a esperança, por Emir Sader

Imagem relacionada

Em algum momento o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) disse que não haveria eleições antecipadas porque Lula ganharia. Não porque fosse democrático ou antidemocrático, sino porque a vontade da maioria se imporia e os que assaltaram e se agarraram ao poder teriam seus interesses e os daqueles que eles promovem, contrariados.
Agora, em seminário do Instituto Millenium, se diz que as eleições de 2018 colocariam em risco a estabilidade do país e, com ela, as (contra)reformas que o neoliberalismo propõe. A voz do povo, expressa democraticamente, coloca em risco não o país, mas o projeto neoliberal. Lula é essa imagem do risco.

21/06/2017

A degradação da PF: Delegado da PF que indiciou Lula no caso Tripléx foi cabo eleitoral de Aécio Neves


Veja a nota de Lula:
LAVA-JATO PERDE QUALQUER SENSO DO RIDÍCULO PARA ATACAR LULA
O delegado Márcio Anselmo e a Operação Lava-Jato, perderam hoje qualquer pudor ou senso de ridículo ao apresentar um relatório com acusações sem qualquer base contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sua esposa Marisa Letícia, seu advogado Roberto Teixeira, entre outras pessoas.
As acusações tratam do apartamento vizinho ao do ex-presidente, o qual ele paga aluguel, e um terreno que jamais foi e onde jamaisfuncionou o Instituto Lula, que tem uma única sede, adquirida em 1990 pelo Instituto de Pesquisas e Estudos do Trabalhador (IPET), entidade que antecedeu o Instituto Cidadania e o Instituto Lula.
Perguntas foram encaminhadas pela Polícia Federal ao ex-presidente apenas na última quarta-feira, com prazo de dois dias para respostas, que foram enviadas às 20:30 de sexta-feira. E hoje, o delegado, que já emitiu ataques ao ex-presidente no Facebook dizendo que “alguém precisa parar essa anta”, e defendeu o candidato Aécio Neves, ao invés de se declarar suspeito para atuar nos casos envolvendo o ex-Presidente, apresenta um relatório sem qualquer base factual e legal ou fundamento lógico.
O relatório sai no mesmo dia em que pesquisas revelam que Lula lidera a corrida presidencial, e quando outro processo fútil da Lava Jato, sobre um tríplex do Guarujá que tentam atribuir a propriedade ao ex-presidente e alguma relação com desvios da Petrobras, tem suas testemunhas afirmando que Lula e sua família jamais tiveram as chaves do tal apartamento ou sua propriedade.
As práticas contra Lula consistem em mais um exemplo de “lawfare” e foram denunciadas por seus advogados perante o Alto Comissariado de Diretos Humanos das Nações Unidas. O governo brasileiro tem até o dia 27 de janeiro para responder contra os abusos de autoridade cometidos com fins políticos contra o ex-presidente da República.

https://falandoverdades.com.br


Entrevista exclusiva: Dilma Rousseff sem censura, ou quase

“A pauta política dominante é machista, fundamentalista e tende à regressão”
“Não percebi a aversão das classes enriquecidas a pagar qualquer parte da crise”
“Fomos ingênuos em relação aos meios de comunicação. São antidemocráticos!”

BRAZIL-MERCOSUR-SUMMIT-ROUSSEFF

A financeirização da economia envolve a tal ponto o capitalismo brasileiro, na atualidade, que a queda da taxa de juros deixou de ser interessante até mesmo para o setor produtivo da burguesia nativa. “Todas as grandes empresas brasileiras têm uma variante bancária chamada tesouraria, na qual a parte financeira é, progressivamente, mais significativa que a parte produtiva. A financeirização faz isso em qualquer país. Mas no Brasil, além disso, tem um ganho maior, que é derivado de serem sócios da rolagem da dívida pública”. A avaliação é da presidenta Dilma Rousseff, em entrevista exclusiva concedida a Esquerda Petista em 13 de fevereiro último, no seu modesto apartamento em Porto Alegre.
Segue link para artigo na integra



Judas se tornou simbolo brasileiro

Postei no face com o seguinte adendo:

Esse furor por fofocar vem de onde...alguém da área da psicoterapia procuraria saber por influencias da mãe, do pai...
Em nome do pai?
Em nome da pai?
A fofoca vem de onde?
O que é a delação senão uma expressão mais arrojada da fofoca

 


Ah sim, o titulo do seu post deveria ser Fofocas, calúnias e a (m)idiotização do povo brasileiro

Comentário ao texto Fofocas, calúnias e a idiotização do povo brasileiro, por Carlos Motta


Carlos, parabéns pelo texto, e olha lá que você foi modesto, pois a situação é muito grave,...na área dos x9 tenho visto por ai coisas do arco da velha..,..a delação depreciação do outro para ganhos pessoais ou para satisfação de instintos que só mesmo Freud para explicar invadiu o nosso cotidiano e, como somos o povo que mais faz eco nas redes sociais, isso já nos rendeu alguns dissabores, como por exemplo, termos sido solo fértil para a guerra 2.0 empreendida pelos EUA e isso, frente aos prejuizos de toda a ordem que estamos tendo, não é pouco, certo...


A onda do momento é o X-9 o dedo-duro a delação de forma que, como apontou o cientista brasileiro Moniz Bandeira, radicado na Alemanha, o Brasil adotou como simbolo Judas, aquele da delação premiada, que dedurou por 30 dinheiros...aluno #x9 grava professor para entrega-lo à frente fascista Escola Sem Partido, um dos monstros que emergiu das trevas com as Jornadas de Junho/13, as quais foram usurpadas pelo campo conservador....

Somos um povo que se diverte com pegadinhas como os tais "testes de infidelidade", que na verdade é pura invasão da vida privada alheia...

O que dizer de colegas de trabalho que, inclusive fora do trabalho, através da espionagem das redes sociais ou através de conversas armadas devidamente printadas a serem entregues ao chefe...é nisso em que esse pais foi transformado pela cultura lavajateira MBLista...

Não resta a menor sombra de dúvida de que, caso o golpe de Estado se aprofunde e se instaure uma ditadura como a que já tivemos, o que vai abundar de cabos anselmos por aí não tá no gibi...

Dito isso, me vem uma dúvida que, como  disse no início, talvez Freud explique, mas não sei: o que move o sentimento de delação

20/06/2017

Ao invés de livros, uma injusta sentença como expressão da burrice nacional


Em 2014 o Brasil prometia mas, por causa do golpe do impeachment, isso fora interrompido.


Ao invés de livros e mais livros sobre esse genio chamado Lula, uma injusta sentença de 300 páginas. A condenação de Lula é a manifestação de uma das elites mais burras do mundo, uma classe dominante que rasga dinheiro, que afunda um pais que tinha tudo para acontecer e que no entanto, por motivo que nao consigo entender, preferiu  o suicidio nas maos da quadrilha dos verdadeiramente corruptos que tomaram de assalto o poder através de m golpe de Estado, uma vez que pelo voto não teriam chances.

Se Temer é chefe, saiba quem faz parte da quadrilha. Por Joaquim de Carvalho

OS HOMENS DE TEMER Henrique Alves, Sandro Mabel, Eduardo Cunha, Moreira Franco, Eliseu Padilha, Rocha Loures, José Yunes, Tadeu Filippelli, Lúcio Funaro e coronel Lima (Fotos: Adriano Machado/Editora Globo, Dida Sampaio/Estadão Conteúdo, Vanessa Carvalho/Brazil, Photo Press, Alan Marques/Folhapress, Afp Photo/Evaristo AS, Brizza Cavalcante, Bruno Poletti/Folhapress, Antonio Cunha/Cb/D.a Press, Sérgio Lima/Folhapress, Jefferson Coppola/Veja)

Se Michel Temer é o chefe da mais perigosa organização criminosa do Brasil, na definição do criminoso confesso Joesley Batista, quem são os membros da quadrilha?

Aqui, uma tentativa de identificar a tropa do Michel, que governa o Brasil desde maio do ano passado.

Como resistir à doutrina do choque de Michel Temer, por Naomi Klein


O texto abaixo é uma adaptação a partir do artigo "Como resistir à doutrina do choque de Donald Trump, por Naomi Klein, no The Intercept,...com a agravante de que, ao contrário de Trump, Temer conquistou o poder através de um golpe.

Como resistir à doutrina do choque de  Michel Temer, por Naomi Klein, no The Intercept

“CHOQUE”. ESSA PALAVRA tem aparecido muito no noticiário desde o golpe parlamentar – por motivos óbvios.

Estudei a questão do choque durante muito tempo. Dez anos atrás, publiquei o livro A Doutrina do Choque, uma análise do fenômeno ao longo de quatro décadas: de 1970, com o golpe de Pinochet no Chile – apoiado pelos EUA –, a 2005, com o Furacão Katrina.

Notei uma tática brutal empregada repetidamente por governos de direita: se aproveitar da desorientação causada por episódios traumáticos – guerras, golpes de Estado, atentados terroristas, crises econômicas e catástrofes naturais – para suspender a democracia e implantar medidas “neoliberais”, enriquecendo os mais ricos às custas dos pobres e da classe média.

17/06/2017

Pega fogo no cabaré do golpe e revista IstoÉ solta bomba contra o Globo




Lula está para JK assim como Mazilli está para Temer.....enfim, o script é o mesmo do golpe de 64...naquele momento JK que era imbatível em 65 sofreu pesada campanha do sistema midiático-penal o qual o acusou de ser corrupto e de ter triplex....a única diferença é que os golpistas de 64 usavam verde oliva e os de 2016 usam camisas negras...querem tirar o Temer para emplacar um Castelo Branco..
JK foi esquecido, ou seja, morto politicamente até morrer de fato em 1976...tal como o golpe de 2016, o de 1964 teve como objetivo derrotar o campo progressista, o que era impossivel através do jogo democrático, aliás, não o que não deveria ser surpresa, pois nos 128 de república tivemos a cada 18 anos um golpe de Estado e, a cada 9 anos, um(a) presidente que não concluiu seu mandato...
O golpe de 64 varreu a esquerda, de forma que, até a decada de 80 quando o PT surgiu, éramos um pais acéfalo...quanto a queda de Temer, a classe dominante espera por um Castelo Branco para que as marcas do golpe sejam apagadas mas com o regime sendo aprofundado, quem sabe um AI-5 como forma de empoderamento de quem estiver no poder governando em nome do crime organizado que tomou de assalto o poder

Processo contra Demóstenes Torres no caso Cachoeira é arquivado em Goiás

Temos uma classe dominante corrupta e bizarra....,...sempre impunes, vide o mensalão tucano, trensalão, caso do furto da  merenda escolar da Secretaria de Educação do Estado de SP etc etc...o  Sr. Trabuco/Bradesco, acaba de ser absolvido na Zelotes etc.,.e o povo nem fica sabendo, pois não dá no JN....imagina só se fosse o Lula: e o povo não se importa que membros da Casa Grande sejam absolvidos de forma vergonhosa, uma vez que reproduzem, sem pestanejar, a ideologia dominante, de classe, que lhes é introjetada durante as 24 horas do dia, o que resulta nesse sistema midiático penal há décadas  centrado no delenda Lula....o nosso sistema de Justiça é classista e existe para poupar os verdadeiramente corrupto, aqueles que furtam no atacado, na casa do bilhão de reais...
Saiba mais
Processo contra Demóstenes Torres no caso Cachoeira é arquivado em Goiás

16/06/2017

Da destruição de uma nação pela ignorância de um povo




Antes de tudo, dois videos em que Leonardo Stoppa desconstrói preconceitos contra Lula

Lula é referência em escolas de economia mundo afora

Em apenas 4 minutos você irá descobrir que os cursos de Economia na Inglaterra estudam Lula e que mais de 5 mil teses de doutorado citam Lula. Lula ensina economia para o mundo todo.

15/06/2017

Damous: O Direito brasileiro esculhambou-se tamanho o estrago causado pela promiscuidade com a política

Damous: O Direito brasileiro esculhambou-se tamanho o estrago causado pela promiscuidade com a política

O Brasil se desmancha
por Wadih Damous, especial para o Viomundo
Há poucos anos, o Brasil era o centro das atenções mundiais. Ao longo dos dois mandatos de Lula, e do primeiro de Dilma, a mídia internacional abria espaços generosos para o extraordinário avanço social, econômico e político do país, alçado à condição de ator de primeira grandeza da diplomacia global.
Um ano depois que um golpe de estado rasgou a Constituição da República, a voracidade com que as forças conservadoras se lançaram à destruição do legado da era dos governos petistas não encontra paralelo não só na história do Brasil como também de nenhuma outra nação.