10/05/2017

Pela punição dos traíras, essa corja a serviço dos interesses americanos


Nóis é jeca mais é jóia...ou: cenas da cooptação sic cooperação de uma mão só..,..o Brasil estava apto a se tornar um grande pais de classe média para todos, no entanto isso não foi possível graças ao seu Quarto Poder (MPF)  aglomerado num coeso bólide: MPF, PF, Judiciário, midia e marionetes teleguiadas..,..

Segundo o WikilLeaks, já em 2008 os EUA estava de olho na ousadia do Brasil nas áreas da defesa e do desenvolvimento nacionais: e a vigilancia foi facilitada pelo MPF: só falta destruir Lula para concluir o serviço sujo...olá lavajateiros, fiquem tranquilos:  um dia vcs serão investigados por um tribunal popular, que tal uma Comissão da Verdade com poder para trancafiar os que cometeram crimes de lesa-patira. o povo tem o direito de saber e e ver a verdadeira justiça: este dia chegará viu...


Na foto acima o barbicha é o Aras, que acaba de chamar procuradores franceses para destruir o projeto do submarino nuclear.....sem autorização do governo brasileiro, esses rola-bostas estiveram nos  EUA, quando  levaram informações sigilosas sobre a Petrobrás aos americanos e de lá voltaram com o pedido de prisão contra o almirante Othon Pinheiro, o calcanhar de aquiles do Tio Sam...ah sim, depois de terem interrompido a democracia e o estado democrático de Direito,  deram um golpe de Estado, derrubaram a presidenta eleita e colocaram no poder os verdadeiramente corrupto e entreguistas: para completar a tarefa, só falta matar Lula politicamente, se possivel fisicamente.



Se os americanos desde o berço são levados à defesa do interesse nacional, bem como atentar para questões de geopolítica, os brasileiros somos condicionados ao complexo de vira-lata...temos uma elite suicida e uma classe média que, não se sabe por qual motivo,  dá-se dá ao luxo de ser bucha de canhão  do Poder Midiático/Verbalizador, ou seja, marionetes teleguiadas a serviço dos seus algozes sendo que essa visão da sociedade brota no Judiciário em forma de sentença, onde se nota a ausência da defesa do interesse nacional, como se as riquezas deste pais não nos pertencesse. 



Deu no site do MPF:


PGR recebe visita oficial do diretor do FBI

Procurador de carreira, diretor do FBI ressaltou seu compromisso com aplicação das leis à frente da instituição

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, recebeu a visita oficial do diretor do Federal Bureau of Investigation (FBI), James B. Comey, na semana passada. A reunião tratou do estreitamento da relação entre as duas instituições, especialmente por meio de cooperação e capacitação. Também participou da reunião o secretário de Cooperação Jurídica Internacional do Ministério Público Federal (MPF), procurador da República Vladimir Aras.

Sétimo diretor do FBI, James Comey é procurador de carreira, o que reforça o compromisso com a aplicação das leis. Nesse sentido, o diretor congratulou o Brasil pela independência e autonomia do MPF, o que permite a desvinculação do campo político em suas atribuições, afirma. Nos Estados Unidos, a instituição é vinculada ao Departamento de Justiça, o que, para ele, reforça a necessidade de manter o espírito de independência.

Na ocasião, o procurador-geral da República destacou as iniciativas já empreendidas entre o MPF e o FBI, como a realização de treinamentos pela embaixada dos Estados Unidos nas áreas de crimes cibernéticos, técnicas de interrogatório, pedofilia pela internet e lavagem de dinheiro.

O encontro também tratou de crimes cibernéticos, presentes nos dois países e que aumenta o desafio na investigação dos casos. Nesse contexto, Rodrigo Janot lembrou também a infiltração de grupos em movimentos populares, ocorridos no Brasil recentemente, com o objetivo de causar desestabilização social e política. O fato, segundo ele, impulsionou o debate no Congresso Nacional sobre a definição de ações terroristas.

Segundo Janot, o debate sobre terrorismo é novo para o Brasil e importante no momento em que o país sediará eventos esportivos mundiais. Assim, para entender melhor e aprender como reagir a ele, o procurador-geral mencionou a realização do “Seminário Internacional sobre Terrorismo e outras Situações de Emergência” pelo MPF para debater sobre o tema.

No fim da reunião, Rodrigo Janot entregou a James Comey livro que trata da história da PGR e recebeu semelhante publicação do FBI.

Secretaria de Comunicação Social
Procuradoria Geral da República
(61) 31056404/ 31056408


Isso também


6 fortes indicios do interesse dos EUA na Lava Jato

Vamos a alguns deles:
1. A National Security Agency (NSA), dos Estados Unidos, espionou a Petrobras e, pessoalmente, a então presidente Dilma Rousseff, que chegou a utilizar um celular comum;
2. Assim que foi dado o golpe contra Dilma, as ações adotadas por Michel Temer na estatal vieram ao encontro dos interesses dos acionistas e, por acaso, dos Estados Unidos: transformar a Petrobras em mera furadora de poço (não mais, como a Shell e a Exxon Mobil, uma empresa que atua do poço à bomba). Isso significa acelerar a produção do pré-sal, o que implica em derrubar o preço internacional do petróleo e abrir mais espaço para as multinacionais, às quais faltam oportunidades de negócios devido ao grande controle estatal sobre o petróleo em todo o mundo;
3. O destaque dado por várias publicações norte-americanas ao juiz Sergio Moro, que estudou nos Estados Unidos e fez um tour pelo país bancado pelo Departamento de Estado;
4. A negativa de visto dos Estados Unidos ao senador Romero Jucá, acusado mas ainda não condenado por envolvimento na Lava Jato. Um recado a outros investigados: não há como escapar;
5. A descoberta, agora, de que o governo Lula — segundo os marqueteiros João Santana e Monica Moura — pode ter interferido na reeleição de Nicolas Maduro na Venezuela e na eleição de Mauricio Funes em El Salvador, através da Odebrecht, fazendo avançar interesses da diplomacia brasileira dentro do “quintal” dos Estados Unidos. É óbvio que Washington tem olhos e ouvidos fiéis nos dois paises e jamais aceitaria que outro país fizesse o que Washington faz todos os dias em todo o planeta.
6. O jogo duro da Lava Jato não apenas com os executivos corruptos, mas com a empresa Odebrecht, uma das maiores exportadoras de serviços do Brasil. Acordos de cooperação internacional fechados pela PGR, dos quais o Executivo brasileiro foi praticamente excluído, são entendimentos entre burocracias que apenas aparentemente são despolitizados. Vejam o caso da Raytheon, acima, para entender que nos Estados Unidos há “vasos comunicantes” e cooperação entre as agencias governamentais, de maneira a colocar acima de tudo os interesses políticos, diplomáticos e econômicos de Washington.
http://www.viomundo.com.br/opiniao-do-blog/seis-fortes-indicios-do-interesse-dos-estados-unidos-nos-resultados-da-lava-jato.html

Fiquem, agora, com recente entrevista do jurista Fábio Konder Comparato à Rede Brasil Atual:


Para jurista, depoimento de Lula mostrou que “não há o menor indício de prova” contra o ex-presidente. Mas interesses por trás da Lava Jato são poderosos: “Moro é um grande amigo dos Estados Unidos”

MPF recebe assessor da Embaixada dos EUA para discutir terrorismo e fronteiras


E isso

Nasssif: Na Época, o alto custo da politização do Ministério Público Federal

https://jornalggn.com.br/noticia/na-epoca-o-alto-custo-da-politizacao-do-ministerio-publico-federal

Posts relacionados


1: A perseguição a Lula



André Araújo: A Lava Jato e a cruzada moralista que destrói o Brasil

http://jornalggn.com.br/fora-pauta/a-cruzada-moralista-e-sua-ideologia-por-andre-araujo

Enquanto a Petrobrás é julgada nos EUA e reformulada à revelia da justiça norte-americana, advogado brasileiro aponta inúmeras irregularidades de soberania nacional e direito internacional na condução do processo. Com isso surgem perguntas que precisam ser respondidas. 

Segundo ele: O que fez o Ministério da Justiça do Brasil contra essas tentativas de aplicação extraterritorial da Lei americana sobre seus cidadãos e empresas? A que eu saiba, nada. 

No Jornal GGN 

Rendição colonial no acordo do Judiciário com os EUA por André Araújo Acordos e tratados internacionais são celebrados exclusivamente por Estados, representados pelo Poder Executivo, sob a assinatura do Presidente da República.


Milhares fazem vigília por Lula em praça de Curitiba; em Brasília, deputada Maria do Rosário denuncia pré-Estado de sítio


Eduardo Guimarães: Moro coloca o povo no banco dos réus


Jornal o Estadão, que apoiou o golpe de Estado e dele está usufruindo, critica Lava Jato por tentar atingir não petistas

http://jornalggn.com.br/noticia/estadao-ataca-lava-jato-por-tentar-atingir-nao-petistas

Samuel Pinheiro, embaixador: a Lava Jato é uma operação do PSDB

https://www.brasildefato.com.br/2016/12/22/samuel-pinheiro-a-lava-jato-e-uma-operacao-do-psdb/

Se Moro e Lula estão duelando, quem será o juiz...


Nassif: Xadrez da Lava Jato se fosse investigada pela Lava Jato


Em 2008 os EUA já estavam de olho na ousadia do Brasil na área do desenvolvimento nacional

Com sua voz sibilina, de dândi, Moro discursa contra a indústria nacional


Moro não mudou nada em relação ao que escreveu em 2004, tão logo Lula fora eleito..ta la o odio dele contra o conteudo nacional e o desejo de aliança com a midia....

A Lava Jato pensada como operação de guerra [contra o PT]

https://www.cartacapital.com.br/politica/como-a-lava-jato-foi-pensada-como-uma-operacao-de-guerra-5219.html

No meio do caminho os EUA deram uma caprichada no rapaz...







2: O caso Almirante Othon Pinheiro


Almirante Othon Pinheiro, herói nacional...o cientista era autor de um projeto que consistia em geração de grande quantidade de energia a partir de pequenas quedas d ´gua.


Miguel do Rosário: Lava Jato chama procuradores franceses para destruir projeto do submarino nuclear


Moniz Bandeira: "Moro e Janot atuam com os Estados Unidos contra o Brasil" Cientista político é conhecido por dissecar poderio norte-americano na desestabilização de países

Paulo Metri: Tratamento dado aos nossos heróis nacionais – Capítulo 2


Prisão do mais importante cientista nuclear é questionada

A estranha história do Almirante Othon, que dedicou a vida à soberania do Brasil


Comitê pela libertação de Othon Pinheiro


Como disse o Almirante Othon, estão preocupados com a carreira e não com o pais...



Paulo Henrique Amorim entrevista o deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP), membro da Comissão de Defesa Nacional da Câmara, sobre o lançamento do satélite brasileiro de defesa e telecomunicações SGDC, na última quinta-feira, 4/V . O governo MT estuda conceder a operação do satélite à iniciativa privada - o que poderá pôr em risco o Plano Nacional de Banda Larga e até mesmo as comunicações das forças armadas.





O jornalista Beto Almeida, o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães e o engenheiro José Augusto Valente, analisam a conjuntura política nacional a partir de um fato que exige uma grande reflexão: a prisão do almirante Otto Luiz Pinheiro da Silva. Pinheiro é o presidente da Eletronuclear e é considerado o pai do Programa Nuclear Brasileiro.




3: opinião publica(da), classe média e poder midiático/verbalizador

Jessé Souza: Classe média foi enganada pela midia que fez o trabalho sujo do golpe


“Nós vamos, um dia, amadurecer como povo e realizar nossa potencialidade. E vamos então varrer a canalha” (Darcy Ribeiro). 



Rubens Bauer: A elite brasileira suicida-se


Marilena:  Quem é classe média


DCM direto de acampamento dos manifestantes em apoio a Lula


Curitiba amanhece em clima de civilidade, mobilização e resistência pela democracia 

Acampamento Jornada pela Democracia segue recebendo militantes de todo o país em solidariedade ao ex-presidente Lula, "símbolo de luta, resistência e inclusão"


Frente Brasil Popular repudia ataque a acampamento do MST em Curitiba

http://jornalggn.com.br/noticia/frente-brasil-popular-repudia-ataque-a-acampamento-do-mst-em-curitiba

Orlando Silva: Não é só por Lula

http://jornalggn.com.br/noticia/nao-e-so-por-lula-por-orlando-silva






A Lava Jato e o Tribunal de Nuremberg

https://josecarloslima.blogspot.com.br/2017/05/a-lava-jato-e-o-tribunal-de-excecao-de.html

A Lava Jato e os processos de Moscou e Curitiba

http://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-dos-processos-de-moscou-e-de-curitiba

Curitiba hoje lembra a ditadura

Fórum faz debate com advogados para a democracia e mostra que em Curitiba nem todos estão com a Lava Jato. Por Frédi Vasconcelos

http://www.revistaforum.com.br/2017/05/10/curitiba-hoje-lembra-ditadura/

Sem palavras

http://www.brasil247.com/pt/colunistas/carlosdincao/294738/Sem-palavras.htm


Para encerrar:


10 de maio....efemérides: sob o signo de Touro, a do respeito as leis, o que não está ocorrendo neste estado de exceção imposto por um forte aparato midiático-penal...quem será o juiz dessa luta entre o leão (Moro) e o escorpião(Lula)....que tudo isso nos sirva de lição para a construção de um novo mundo....quanto a mim, creio no positivo que o 10 de maio representa:

Foi num 10 de maio que Nelson Mandela e François Miterrand chegaram ao poder....foi num 10 de maio que, em 1508, um artista começou a pintar a Capela Sistina, grande feito da humanidade....e há muitas obras positivas...o nosso pais avançou sob Lula e ousou ser um grande pais de classe media para todos, no entanto isso era inaceitável para uma elite rapineira como a nossa: que a partir de agora, construamos um novo mundo a partir dos escombros do que nos restou.

Que a partir de agora possamos ter controle sobre as sequências de nosso próprio filme, não este que está sendo produzido em tempo real, contra Lula, pela Globo...

Que o povo possa, a partir de agora, realizar as próprias sequências de seu filme...e que possa deleitar-se com sua própria obra...



Nenhum comentário:

A História do SPIN